Entrevistas

[Série de Entrevistas] 10 perguntas para Suzel Figueiredo

Oi, gente!

Mensuração de resultados em Comunicação Interna: Vamos aprender um pouco mais sobre o tema? Hoje trazemos a entrevista da Suzel Figueiredo, fundadora da Ideafix Estudos Institucionais.

Deixe sua mensagem sobre a entrevista nos comentários. 😉

1- O que é mensuração de resultados?

Mensurar resultados significa verificar se os objetivos definidos foram alcançados. E essa é a primeira dica. Você só pode medir alguma coisa que planejou.

2- Como ela pode ser aplicada na Comunicação Interna?

Toda empresa tem suas demandas e motivos porque a comunicação interna é necessária. Portanto, os objetivos de Comunicação Interna devem ser definidos na etapa de planejamento e, com ele, as metas que são desejadas. Partimos do pressuposto que para comunicar é preciso ter meios, mensagens e processos definidos. Mas isso só não basta. Para verificar se a CI funciona é preciso saber se as pessoas entenderam as mensagens ou em, alguns casos, se mudaram de atitude.

3- Como coletar os dados necessários para a mensuração?

Para medir processos é preciso identificar se as pessoas têm acesso aos canais, se elas recebem, se elas abrem e-mails, se participam das ações, se acessam as notícias. Tudo isso é possível de se fazer analisando dados existentes . No entanto, para saber se o quanto os funcionários entenderam, é necessário perguntar. E isso se faz com pesquisa quantitativa, justamente para medir.

4- Existem modelos específicos de mensuração para CI e Endo? Você indica algum?

Na Ideafix, trabalhamos com três grandes métricas:
Indicadores de processos, Indicadores de resultados e Indicadores de impacto.
Indicadores de processos medem meios, ações, campanhas.
Indicadores de resultados medem objetivos: mobilizar, informar, engajar, valorizar.
Indicadores de impacto medem o negócio: produtividade, vendas, redução de custos.

5- Como aplicar o ROI nas ações realizadas internamente? E externamente?

ROI significa Return on Investiment, ou seja, qual o retorno obtido com o investimento realizado. Imagine que você tenha investido R$ 150 mil para fazer uma ação de Comunicação Interna. E que a ação tinha por objetivo valorizar as pessoas. Se você não medir, não saberá se as pessoas foram valorizadas. Logo, você vai viver na percepção. Por outro lado, se medir poderá descobrir que 72% dos funcionários se sentiram valorizados, ou então que 33% se sentiram assim. Daí poderá entender a efetividade de sua ação. Se funcionou ou não.

6- Você acredita que pesquisas quantitativas e qualitativas são bons medidores para utilizar na mensuração?

As pesquisas qualitativas e quantitativas são metodologias. O que mede, efetivamente, são os indicadores. Sim, vamos precisar de pesquisa para medir. Mas as pesquisas são apenas as fontes de dados, não os indicadores em si.

7- Qual a melhor forma de apresentar os resultados da mensuração?

A melhor forma é comparar os resultados com os objetivos estabelecidos. Por exemplo, a área definiu que precisa educar as pessoas sobre segurança para reduzir os índices de acidentes. Suponha que sejam feitas campanhas, ações de mobilização e que, após medir, você descobre que as pessoas entenderam, mas os índices de acidentes não caíram. Isso significa que os resultados da comunicação foram bons e portanto, o problema dos acidentes não é falta de informação.

8- É possível fazer um planejamento para avaliar como será feita a mensuração de resultados?

Além de ser possível, é necessário. A mensuração faz parte do planejamento. Na Ideafix utilizamos o POMIM.
Planejamento – não comece seus planos de ação antes de desenhar sua rota.
Objetivos – defina quais os objetivos da Comunicação Interna.
Metas – estabeleça as metas que quer alcançar.
Indicadores – escolha como medir seus resultados.
Mensagens – defina os grandes temas para comunicar.

9- Existe alguma forma de medir o engajamento dos empregados?

Tudo que é planejado pode ser medido. Se a empresa consegue definir o que é engajamento para ela, é fácil medir. Recentemente fizemos um projeto para medir engajamento para uma diretoria de Recursos Humanos de uma grande empresa. O que descobrimos é que ao falar em engajamento, diretores, gerentes e operários têm percepções muito distintas e por esse motivo a Comunicação Interna deve usar esse conceito com muito cuidado.

10- Deixe uma mensagem para os seguidores do blog Ideias de Endomarketing.

Se você está trabalhando com Comunicação Interna traga mais relevância para sua atividade com planejamento, gestão e mensuração. Canais e campanhas já não dão conta dos desafios que as empresas encontram. Prepare-se para contribuir com o sucesso da estratégia do negócio. Com isso, certamente, sua carreira estará garantida.

*Suzel Figueiredo atua em comunicação corporativa e pesquisa há 30 anos. É fundadora e presidente da Ideafix Estudos Institucionais. È diretora do DATABERJE, centro de pesquisa da ABERJE, há 10 anos. Atualmente é vice-presidente do Conselho da ASBPM – Associação Brasileira de Pesquisadores de Mercado. Professora de pesquisa no Curso de Relações Públicas da FAAP, durante 8 anos. É professora do MBA da Aberje e de cursos de curta duração na entidade.

Tags
Continue lendo

JENIFER FERNANDES

É Relações-Públicas, já trabalhou com Assessoria de Imprensa e trabalha com Relacionamento Digital de grandes marcas. Gosta muito de Comunicação Interna e Endomarketing e quer desbravar essa área atualmente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close