Entrevistas

[Entrevista] Praticando Endomarketing com Rodrigo Gomes – Siner Engenharia e Comércio

Olá, gente!

Mais uma entrevista novinha para vocês. Dessa vez, com um dos nossos leitores.

O Rodrigo Gomes, tem 25 anos, mora em São Paulo, é formado em Gestão de Marketing pela Universidade Paulista (UNIP) e atua na área de Endomarketing da Siner Engenharia e Comércio.

Contem o que vocês acharam nos comentários. Nós iremos adorar saber a opinião de vocês!

1 – Como foi sua trajetória até chegar na área de endomarketing?

Trabalhei por 7 anos em uma empresa onde exercia a função de telemarketing e dentro deste período recebi a oportunidade de seguir carreira na área de Marketing, fui o primeiro colaborador do marketing, onde busquei e ganhei muito conhecimento e tomei a decisão do que eu realmente queria para minha vida profissional. Depois de algum tempo fui buscar novos horizontes, recebi uma oportunidade de estágio na área de Endomarketing, fui efetivado e atuo até hoje desenvolvendo o endomarketing.A alta direção da empresa que você trabalha sabe a importância das ações de endomarketing?

2 – A alta direção da empresa que você trabalha sabe a importância das ações de endomarketing?

Com toda certeza! E é por isso que estou aqui. Investir no Endomarketing é uma estratégia de crescimento, afinal “vender” sua empresa para o colaborador significa torná-lo aliado no negócio, responsável pelo sucesso da organização e preocupado com o seu desempenho profissional.

3 – Qual área da organização é a responsável por realizar o endomarketing? (RH, Comunicação, Marketing)

Possuímos 2 áreas que realizam o endomarketing com focos específicos: o RH junto com o endomarketing desenvolve a gestão de pessoas, qualidade de vida e carreira, comunicação interna e busca de bem-estar dos colaboradores.

4- Há uma integração entre as áreas para realizar ações de endomarketing? Ou as ações são feitas de maneira isolada apenas por uma área?

A integração entre as áreas para ações de endomarketing é essencial se tornando uma via de mão dupla entre o produtor e o receptor, pois o seu sentido não é construído apenas pelo produtor, mas também por quem o recebe.

5- Conta pra gente um pouco das ações de endomarketing que já foram realizadas e quais as que tiveram mais sucesso.

No decorrer do ano são realizadas varias ações e muitas delas acabam até entrando para nossa programação anual.

Ações de sucesso: Nossa Festa Caipira realizada em julho/2017, para todos os colaboradores. Também tivemos a reforma da nossa sala de convivência, que foi dividida em 3 ambientes (sala de descanso, sala de leitura e sala de TV) e nossa Festa de fim de ano que foi Toooop em uma linda chácara, com drinks, churrasco gaúcho e também vários sorteios de prêmios.

Este slideshow necessita de JavaScript.

6- Quais veículos internos tem na empresa onde você trabalha?

A comunicação é essencial para a organização, sendo assim usamos vários meios como: Intranet, TV corporativa, jornal interno, grande encontro, comunicado interno, murais, displays e também algumas redes sociais.

7 – Como você mensura os resultados das ações/campanhas de CI e endomarketing?

Pessoas motivadas produzem mais e esse é um indicador para ficar de olho. Sem contar, claro, nas pesquisas com o próprio corpo de profissionais que darão insumos para quantificar satisfação e bem-estar.

8 – Que dicas você daria para os profissionais que querem trabalhar nessa área?

A forma como lidamos e reagimos com as situações que vivemos em nosso emprego podem refletir em nosso desempenho e sucesso profissional. Não importa sua posição seja como estagiário ou gerente, você pode fazer total diferença na vida e sucesso da empresa. Transparência, comprometimento e força de vontade são essenciais na manutenção dessa mentalidade e construção do sucesso.

9 – Quais características o profissional de endomarketing tem que ter para trabalhar na área?

Criatividade, esta é a característica essencial para um bom programa de endomarketing.

10 – Deixe uma mensagem para os apaixonados por Comunicação Interna e Endomarketing.

”Um dos grandes desafios da humanidade é aprender a arte de comunicar-se. Da comunicação depende, muitas vezes, a felicidade ou a desgraça, a paz ou a guerra”.

Que a verdade deve ser dita em qualquer situação, não resta dúvida. Mas a forma com que ela é comunicada é que tem provocado, em alguns casos, grandes problemas. A verdade pode ser comparada a uma pedra preciosa. Se a lançarmos no rosto de alguém pode ferir, provocando dor e revolta. Mas se a envolvemos em delicada embalagem e a oferecemos com ternura, certamente será aceita com facilidade.

 

Continue lendo

JENIFER FERNANDES

É Relações-Públicas, já trabalhou com Assessoria de Imprensa e trabalha com Relacionamento Digital de grandes marcas. Gosta muito de Comunicação Interna e Endomarketing e quer desbravar essa área atualmente.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *